sigoescrevendo

Um manifesto de palavras sob a regência de cada momento.


Imensidão subjetiva


 

Sentei-me em uma pedra, diante de uma trifurcação.
Face aos meus olhos, a incerteza de três caminhos.
Observei, parado.

No silêncio do meu não saber, 
percebi que há tantos outros rumos…
  infinitos como os pensamentos. 

Talvez na mesma direção, 
experimentei trilhar outros sentidos:
vi no céu que as nuvens só passavam. 

Ouvi ao redor – iam e viam insetos,
balançavam algumas árvores…
  entre intervalos de vento e silêncio. 

Contemplações com nenhum sabor de respostas;
uma abertura de atenção ao todo – sem qualquer explicação.

Acompanhei a respiração, 
instante após instante,
até acalmar a curiosidade do meu espírito. 

Se o fôlego cria espaços,
quanto de vazio cabe em mim?

 

(Marcelo Penteado)


Uma resposta para “Imensidão subjetiva”

Deixe uma resposta para Lúcia Boonstra Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: